Selecione o cadastro


Empresas brasileiras realizam Retrofit com produtos da linha ISCEON™

Três empresas brasileiras realizaram, recentemente, operações de Retrofit em equipamentos de ar-condicionado. A paranaense Fospar e as paulistas Rede Record e Viação Motta passaram a operar em conformidade com as diretrizes do Protocolo de Montreal. A Fospar é a única indústria produtora de superfosfato simples instalada no Paraná, estado na região sul do Brasil. A empresa substituiu, em mais de 50 condicionadores de ar, o fluido refrigerante R-22 pelo ambientalmente aceito ISCEON™ MO99. Este, por sinal, é considerado o substituto ideal do R-22. Além do bom rendimento dos equipamentos e compressores, ISCEON™ MO99 proporciona o menor GWP – potencial de aquecimento global – em comparação aos demais substitutos HFCs para o R-22. O GWP do ISCEON™ MO99 é menor 42% do que o do R-404A, por exemplo. ISCEON™ MO99 é ainda compatível com os lubrificantes à base de óleo mineral (OM), alquibenzeno (AB) e poliol éster (POE). O Retrofit da Fospar foi executado pela empresa especializada EMPAC Ar Condicionado, uma renomada prestadora de serviços de instalação e manutenção em sistemas sediada na capital Curitiba (PR). De acordo com o diretor comercial da EMPAC, Victor Hugo Paiva, o procedimento foi rápido, de baixo custo e não houve necessidade de troca de peças de reposição.

A emissora de televisão Rede Record, de São Paulo, capital, adequou o aparelho de ar-condicionado múlti split 20TR instalado no local dos camarins de seus artistas às diretrizes do Protocolo de Montreal. A empresa substituiu no equipamento o fluido refrigerante R-22 - produto que apresenta potencial de degradação da camada de ozônio - pelo ambientalmente aceito ISCEON™ MO29. De acordo com o engenheiro mecânico Leandro Araújo Duanetti, a mesma operação está sendo considerada para aplicação em outros equipamentos da Record: “A empresa preocupa-se permanentemente em adotar práticas ambientalmente aceitas, em todos os seus departamentos”. Segundo Duanetti, o Retrofit foi realizado em apenas dois dias, considerando que o procedimento de substituição do fluido refrigerante é simples. O fluido refrigerante ISCEON™ MO29 é um fluido refrigerante alternativo ao R-22, que não possui potencial de degradação da camada de ozônio e pode ser aplicado em equipamentos de ar condicionado e sistemas de refrigeração doméstica, comercial e industrial com expansão direta (DX). O produto apresenta potencial de aquecimento global (GWP) 30% menor na comparação a outros HFCs como o R-404A e o R-507, e é compatível com os lubrificantes a base de óleo mineral (OM), alquibenzeno (AB) e poliol éster (POE). Já a empresa especializada no transporte rodoviário de passageiros Viação Motta, de Presidente Prudente, interior do estado de São Paulo, promoveu a adequação dos sistemas de climatização instalados em 90 ônibus interestaduais. A Viação Motta substituiu o composto R-12 pelo fluido refrigerante ambientalmente aceito ISCEON™ MO49Plus™. De acordo com o técnico em Mecânica, Gilberto Lúcio de Oliveira e Silva, colaborador da Viação Motta e responsável interno pelas operações de Retrofit, a aplicação desses procedimentos trouxe benefícios significativos quanto ao rendimento dos equipamentos.

 

 

 

 

“Com menor quantidade de fluido refrigerante registramos uma qualidade de refrigeração bem melhor. Antes aplicávamos 7 quilos de produto e com essa substituição passamos a usar 5,8 quilos”, frisa o especialista.

 

 

 

 

 

O fluido refrigerante ISCEON™ MO49Plus™ é alternativo ao R-12. Isento de substâncias que degradam a camada de ozônio, a aplicação desse composto fornecido pela Chemours é simples e não demanda modificações representativas nos sistemas de climatização originalmente projetados para operar com HCFCs e CFCs. Na grande maioria dos casos não é necessário substituir o óleo lubrificante dos sistemas.