Selecione o cadastro


Cantinho do Dr. Retrofit - Boas práticas de refrigeração

As boas práticas de refrigeração são simples atitudes que podem ser tomadas para manter a segurança do profissional do setor de refrigeração e ar condicionado, garantir o bom funcionamento do equipamento e preservar o meio ambiente. Por este motivo, praticá-las durante os procedimentos de instalação e manutenção, garante a boa qualidade do serviço prestado.

Veja a seguir algumas recomendações:

 

  • Armazene os fluidos refrigerantes em locais limpos, secos e não os exponha à luz solar. Deve-se tomar cuidado para não deixar a embalagem do fluido refrigerante exposta às variações climáticas, em locais onde a temperatura do ambiente pode subir muito devido à exposição à luz solar. Por exemplo, a temperatura dentro de um veículo estacionado com os vidros fechados pode chegar a 70ºC em um dia de calor.

 

  • Não aquecer. Nunca utilize qualquer tipo de chama ou elementos de aquecimento elétrico para tentar agilizar o carregamento do fluido no sistema.  Temperaturas acima de 52°C e chamas podem provocar a decomposição do fluido refrigerante, liberando vapores tóxicos e irritantes. Além disso, também podem causar o rompimento da válvula de segurança e uma eventual explosão.


  • Utilize equipamentos de proteção individual. O fluido refrigerante em contato com a pele pode causar lesões e queimadura por frio. Devem-se utilizar sapatos de segurança, luvas, óculos de proteção e vestuário adequado para evitar o contato do gás liquefeito com a pele.

 

  • Utilize detector de vazamento eletrônico. Alguns métodos de verificação de vazamento não são eficazes para fluidos que não contém cloro na composição. Portanto é recomendado utilizar um detector de vazamento eletrônico específico para o fluido que está sendo utilizado. Os fluidos refrigerantes não devem ser misturados com ar comprimido para teste de vazamento ou para outros fins.

 

  • Em caso de vazamento do fluido refrigerante, ventile imediatamente o local e só então faça os reparos necessários. Essa medida é necessária, pois os vapores do fluido são mais densos que o ar e podem causar asfixia devido à redução do oxigênio disponível no ambiente para a respiração.

 

  • Não reutilize embalagens descartáveis. Nunca recarregue cilindros ou latas descartáveis, os mesmos não foram projetados para esse fim e podem se romper. Após utilizar todo o produto e assegurar que não há mais nenhum resíduo dentro da embalagem, deve-se abrir a válvula e efetuar um furo no lacre de segurança. A embalagem poderá ser encaminhada para uma empresa que faça reciclagem de metais.

 

Além de todas essas dicas, também é muito importante verificar as condições de manuseio, armazenamento e medidas de prevenção à exposição, indicadas para seu produto, nas seções 7 e 8 da FISPQ (Ficha de Informação de Segurança de Produtos Químicos). Se você ficou com alguma dúvida ou deseja mais informações, clique aqui.