Selecione o cadastro


Notícias

Retrofit: quando uns quilos a mais fazem diferença


A substituição do fluido refrigerante em um sistema  por meio de Retrofit é um procedimento simples e rápido que, no entanto, também merece atenção e cuidados.

Uma empresa, cujo nome manteremos em sigilo, queria realizar a substituição do R-22 em um condicionador de ar de capacidade de 100TR por um fluido alternativo HFC. Durante o processo de carga do novo fluido refrigerante, um erro bem comum aconteceu: colocaram a mesma quantidade do novo produto que o sistema utilizava quando com R-22.
Como pode ser visto no Guia Retrofit, a recomendação determina o uso de uma carga inicial de fluido refrigerante substituto correspondente a 85% do valor em massa do fluido originalmente empregado, ajustando a quantidade ideal posteriormente, após medições no sistema, até, no máximo, 95% do valor em massa.

Além disso, no caso dessa empresa, outro fator agravou a situação: o equipamento apresentava avaria na válvula de expansão, que não foi trocada durante o procedimento. Com isso, a válvula não operou corretamente e não indicou a pressão que o sistema apresentava. Operando com a carga de fluido refrigerante maior que a necessária, essa válvula abriu de uma só vez e enviou líquido ao compressor, ocasionando o chamado calço hidráulico. Com esse problema, o compressor parou de funcionar em poucos minutos.

Por meio desse exemplo, Notícias Refrescantes gostaria de alertar você a sempre consultar o Guia Retrofit antes de realizar este tipo de procedimento e, em caso de dúvida, consulte a área técnica da Chemours.