Selecione o cadastro


Países reforçam compromisso com o clima por meio do Acordo de Kigali

A Organização das Nações Unidas (ONU) realizou recentemente uma reunião na cidade de Kigali, em Ruanda, que contou com a participação de mais 100 países. O encontro discutiu uma alteração no Protocolo de Montreal relacionada à redução de hidrofluorcarbonos (HFCs), como acréscimo às medidas já existentes de eliminação dos HCFCs. Foi aprovada uma emenda para acelerar a redução gradual do uso global de HFCs, que ajudará a diminuir em até 0,5° C o aumento de temperatura do planeta.

Neste contexto, é muito importante que o setor de refrigeração e ar condicionado colabore com os acordos globais e promova a redução das emissões de gases do efeito estufa, incluindo àquelas associadas ao uso de HFCs em diferentes aplicações. No caso da Chemours, fabricante líder mundial em fluidos refrigerantes e comprometida com a sustentabilidade e inovação, a Companhia já traz a seus clientes uma nova linha de produtos em seu portfólio, chamada Opteon™, para substituição de HCFCs e HFCs. A empresa espera que a utilização dessa linha elimine em todo o mundo cerca de 325 milhões de toneladas de CO2 até 2025, graças ao seu baixo GWP (potencial de aquecimento global).

Os produtos Opteon™ são baseados em tecnologias de hidrofluorolefinas (HFO), e foram desenvolvidos para atender às regulamentações globais sobre os HFCs, mantendo ou melhorando o desempenho em relação aos produtos já disponíveis. A empresa já comercializa a linha de produtos Opteon™ para uso em aplicações como refrigeração, ar-condicionado, expansores de espuma para isolamento térmico e sistemas de recuperação de calor.

“A Chemours parabeniza as Nações Unidas pelo acordo de Kigali e reforça mais uma vez seu compromisso de apoiar incondicionalmente o esforço contínuo em reduzir o uso e as emissões de HFCs com alto GWP”, disse Paul Kirsch, diretor global de Produtos Fluorados. “Acreditamos que nossa linha de produtos Opteon™ oferece à indústria uma opção segura e de baixo GWP nessa transição para alternativas mais sustentáveis, sem reduzir o desempenho”.