Selecione o cadastro


Manutenção de A/C Automotivo: como prevenir acidentes de trabalho

 

No ano passado, o Brasil registrou 711.164 acidentes de trabalho, número que coloca o país em 4º lugar no ranking da Organização Internacional do Trabalho (OIT), que enumera os lugares com maior quantidade de casos.  Nesse contexto, a atividade econômica de serviços foi identificada como a que mais contribuiu para o número de acidentes de trabalho, sendo o setor de “Comércio e Reparação de Veículos Automotores”, um dos primeiros da lista.

A maioria dos acidentes de trabalho em oficinas mecânicas são causados pela falta de equipamentos de proteção, defeitos ou falhas em equipamentos, uso de máquinas sem o devido treinamento ou habilitação, e também pela manipulação inadequada de produtos químicos.

Como se sabe, fluidos refrigerantes são produtos químicos, e o uso do fluido R-134a em oficinas mecânicas é comum durante a manutenção do ar condicionado automotivo. É por isso que é muito importante ler a Ficha de Segurança (FISPQ) desse produto antes de utilizá-lo, usar equipamentos para proteção individual (EPIs), como luvas e óculos de segurança, entre outros cuidados de manuseio e armazenagem.

Outro ponto importante é a atenção durante a compra desses produtos, para adquirir um fluido refrigerante de qualidade garantida. A venda de fluido refrigerante R-134a contaminado com substâncias inadequadas, proveniente de fabricantes duvidosos, está cada vez mais presente no mercado, o que aumenta as chances de ocorrer algum acidente. Desta forma, utilizar produtos químicos de qualidade ,que atendam às normas de segurança, é uma das formas de manter seguro o ambiente de trabalho.

A Chemours oferece produtos de qualidade, que prezam pela segurança do usuário e pelo bom desempenho dos equipamentos. Indicado para a aplicação em condicionadores de ar automotivo, o Suva™ 134a foi desenvolvido para substituir o R-12, não apresentando potencial de degradação da camada de Ozônio. Além disso, sua temperatura de descarga do compressor é menor que a do R-12, o que proporciona um aumento na vida útil do sistema.

Em suma, é importante compreender que, embora os cuidados preventivos necessitem de um pouco mais de investimento, os gastos iniciais são bem menores que os possíveis danos materiais e corporais.

 

Fonte: O mecânico - Edição 229